13 outubro 2014

TOMEI UM PÉ NA BUNDA

Bombou, na última semana, mais uma crônica da Ruth Manus para o Estadão sobre as mulheres fantásticas que também tomam um pé na bunda.



Bem, mesmo com toda essa história de igualdade de gênero, os sujeitos-homens por mais que estejam dentro das mudanças ambientais do mundo, sua natureza é imutável. Eles se adaptam a uma coisa aqui, outra ali... mas serão sempre iguais.
Quando a autora diz que suas amigas solteiras têm um mesmo perfil: bonitas, inteligentes, bem sucedidas, bem vestidas e bem resolvidas, isso pra mim não quer dizer nada. Uma vez que nos foi dada essa oportunidade — de ser tudo isso —, vamos aproveitar, minha gente!
Esse fenômeno do ‘pé na bunda’ é produzido pela intolerância humana. No fundo, o orgulho de se ter algum sucesso, especialmente por parte das mulheres, bloqueia um relacionamento — talvez feliz — com um homem que fala errado, mas lava as louças; que ganha menos que ela e ainda conta moedinhas, mas a faz sorrir de suas piadas; ou que não tem muito papo depois do sexo, mas não é do tipo ‘come e dorme’.
Se eu fosse homem, não ficaria com uma mulher que não me aceitasse como sou. Como se já não bastasse aguentar TPM; ciúmes bobos; ou ter que lembrar de datas de aniversário de namoro ou casamento e até da cor da roupa que ela usou no primeiro encontro. O pior seria eu ter ainda que inventar mentiras para justificar meu atraso de quinze minutos em casa, depois de um dia cansativo no trabalho.
Minha linda... esteja preparada para tomar um pé na bunda. Assim, você não se esquece de olhar para frente. Ah! E faça exercícios para os glúteos!

Se você ainda não tem um grande amor, espere por uma pessoa livre: de casos mal resolvidos; de frustrações; de carências. Seu coração precisa ficar disponível para viver experiências inéditas! Não gaste energia com relações que ferem seu bem-estar — tome isso como sinal; encerre imediatamente esse ciclo. Deixe para sofrer somente se for necessário, a não ser que você tenha prazer.


Curta ►Facebook

Siga ► Instagram

Conheça a loja ► www.incessante.com.br

Um comentário:

Don Ramon disse...

Lena e suas lições de vida....

boa, boa, morena.