27 junho 2014

A incrível geração de mulheres mimimi

Da Série: (H) de Homem (M) de Mulher - Parte V


Bombaram nas últimas semanas dois textos sobre a mulher moderna: A incrível geração de mulheres que foi criada para ser tudo o que um homem NÃO quer, do Estadão, e, A incrível geração de mulheres chatas, da Folha de São Paulo. Um duelo de ‘mulherzinhas’. 
Os dois textos são excelentes. Concordo parcialmente com ambos.

Nesta briga de puxões de cabelos, o homem foi o centro das atenções. Eles estão se sentindo!

Muito se falou em mulheres independentes que não encontram homens, sob a alegação de que eles preferem uma que exerça o papel da mãe deles em casa. Mas nenhuma tocou no assunto de que os homens dessa mesmíssima geração de mulheres 'incríveis' estão em busca de daquelas que querem encontros casuais. Enquanto eles não acham a certa, divertem-se com as erradas. Fato! Vamos acabar fazendo parte da ‘Incrível geração de mulheres mimimi’. 

Se neste tabuleiro, o maior desejo é comer a rainha. O que nos resta é usar o cavalo. Sim. A mulher quer comer o rei. Ela já deu a volta por cima. Ela busca prazer, seja por uma noite e nada mais. E isso não é mais só mérito deles.

Por incrível que pareça, ainda existem homens que veem a mulher como troféu – e isso independe da geração: é visceral. Qual o homem que não quer desfilar com uma mulher bonita, charmosa, bem resolvida?

Afinal, como os homens idealizam uma mulher? Embora já seja bem batido... vamos lá!

1.Que seja bonita por fora (Para não ter problemas, que seja interessante. Pronto!);

2.Que saiba conversar (Não é pedir muito. Isso no primeiro encontro faz toda diferença);

3.Que tenha gostos iguais aos dele (Cinema, praia, viagens, entretenimento, ficar em casa. Isso é um filtro!);

4.Que seja carinhosa (Mas que também goste de morder!);

5.Que seja protetora (Saiba dar nó na gravata, observar furos nas roupas, não deixar o homem sair amarrotado);

6. Que saiba cozinhar (Se não sabe, trate de aprender. Eles querem provar o teu sabor);

7.Que seja companheira (Que divida a conta ou ajude nas despesas de casa – há controvérsias);

8. Que goste de sexo (Isso é biológico!);

9.Que finja que não ver, quando ele olha sutilmente para uma mulher bonita na rua quando você estiver com ele (Isso é instintivo! E, não tem a ver com desrespeito);

10.Que seja sábia. (Que junte tudo isso e bata no liquidificador!);

Talvez, você mulher, tenha se visualizado neste TOP 10. Talvez não.

Talvez, você homem, esteja se questionando, por que elas complicam tanto?

Particularmente, adoro ouvir histórias sobre relacionamentos. Já li muitos livros sobre o assunto. Acesse a série completa e veja os textos antigos – estão mais atuais do que nunca. Esse tema é universal. Pudera fossem os finais ‘...e viveram felizes para sempre’.

Nossa incrível geração de mulheres deve se preocupar em tirar proveito das experiências, criar novidades se as perspectivas envelhecerem.

Na boa...

Série completa: AQUI

Deixe seus comentários!

Participe da nossas redes sociais


Facebook

Fique sabendo de tudo o que acontece nesse nosso mundo Incessante, curta a fanpage e siga o instagram da loja!




3 comentários:

Sami Capela disse...

Li o texto de Ruth Manus, e gostei, pois...como gosto de tudo o que nos faz "voar" para um sítio qualquer, e sorrir...li também o de Mariliz Pereira Jorge.Como é que os homens idealizam as mulheres, afinal, é a questão que aqui se coloca.A minha resposta é que não sei, e não me incomoda.Sou o que sou, e também o que não sou, e é tudo.Em 30/9/2012 guardei um texto - a página Nossos Momentos partilhou uma cronologia-Luiz Fernando Cury.E que se instale a polémica rsrsrs Boa noite, Lena Casas Novas... "Homem tem medo de mulher independente!
Pior ainda:Homem tem medo de mulher que BOMBA!
Aí que o cara conhece uma gata, linda e com estilo nada convencional de se vestir, bebe tanto quanto ele.
Se ele não quiser sair, ela sai só com as amigas, topa qualquer saída…
Não tem tempo ruim, banca suas coisas.
Se tiver meio sem grana, se diverte como dá.
Se tiver bem de dinheiro, pode até pagar pras amigas.
Conversa com todo mundo, conhece muita gente.
Falando assim, parece bem divertido ficar com uma mulher dessa…
E é!
O PROBLEMA É QUE GRANDE PARTE DOS HOMENS NÃO SEGURA A ONDA DE UMA MULHER PAU-A-PAU COM ELES, aí eles namoram a Sandy, a Sandy é fácil de namorar.
Ela sai, mas não dança até o chão, ela não bebe.
Nada de decotes ou mini saias.
Se o namorado não quiser, ela não sai.
Ficam em casa, assistindo comédias românticas…
Mas quer saber?
Mulher que bomba dispensa homem sem coragem!
Mulher de verdade assusta!
Uma grande mulher não precisa de homem para se destacar, mas para ser um grande homem com certeza precisa-se de uma GRANDE MULHER."

Andre Soares disse...

Como crônicas, cujo objetivo maior é fazer o leitor pensar a respeito de determinada questão, os três textos estão excelentes, com pontos de vista bem defendidos. Contudo, só há um problema em todos eles, que é a manutenção de um discurso que parece buscar padronização da ação humana - seja de homens ou mulheres. Não creio em regras ou fórmulas. Cada relação é única. No geral, haver alguma insatisfação com o(a) companheiro(a) será também sempre parte de qualquer relação humana - o que envolve, com raríssimas exceções, tentativas de superação e domínio (de ambos os lados). Se o homem se mostra um dominador mais agressivo; a mulher, por seu turno, se mostra mais manipuladora (cada um joga com o que tem). Porém, olhando-se para o começo e para o final do século XX, são inegáveis os avanços nessa relação. A mulher está mais livre, mais produtiva, senhora de si, mais inteligente e mais consciente quanto à própria feminilidade (não confundir com feminismo, por favor). Só consigo ver coisas positivas nisso. O cara que não gosta dessa postura, que procure as 'amélias' (se ainda houver alguma). A meu ver, 'amélias' são chatas - tanto pela limitação, quanto pela dependência daí decorrente. Prefiro as mulheres que 'jogam nas 11' (e não me importo se não possuírem 'prendas domésticas'). Particularmente, gosto da mulher moderna, que habita todos os contextos - sozinhas ou acompanhadas. Mas nada tenho contra as opções de cada uma delas: se buscam casamento e vida de rotina, tudo bem; se buscam o sonho do cavalheiresco príncipe encantado, tudo bem (e boa sorte); se buscam sucesso e independência financeira, em meio ao mundo competitivo, tudo bem da mesma forma (faz bem para o ego). Mas, como sugeriu a Lena, se buscam somente comer um e outro nesse jogo (peão, cavalo, bispo ou rei), aqui e ali (no mais puro estilo 'pegador'), melhor ainda! É a igualdade dos sexos...

Monica Nascimento disse...

Muito bom Lena Casas Novas. O top 7, concordo,,,, há controvérsia !!!!!!!!!!