25 julho 2012

O AMOR E O PODER!



“O amor está se fingindo de morto para sobreviver”. 
(Lena Casas Novas)

 Notícia via UOL
A globalização trouxe muitas vantagens para nós meros mortais, principalmente, de nos tornar multifuncionais e, com efeitos colaterais, um deles: destruir o amor! Isso mesmo, as pessoas estão se tornando individualistas e distantes uma das outras, mesmo tão próximas nas redes sociais um paradoxo!  Elas quase não têm tempo para visitar amigos e parentes e fazer demonstrações de afeto pessoalmente. Está tudo automatizado, até as datas de aniversário!

Há um mês circulou nas redes sociais um vídeo [vide link] em que um rapaz faz uma demonstração pública de afeto. As pessoas se comoveram, pois era um homem muito bonito, que conhecera uma mulher na balada e se apaixonou. Estava muito bom pra ser verdade, mas convenhamos que é raro este tipo de “sofrimento” público por um homem. Eu acho que só acontece na ficção. (Para não ser injusta, 01 em 01 milhão).

Fato! Era ficção.Tudo não passou de uma campanha “viral” da Nokia. Eu, como profissional de marketing estou envergonhada pela ação.

Eles foram infelizes em achar que o consumidor “é o que curte”. Eles merecem pagar muito caro por abusarem da sensibilidade dos internautas que apoiam causas “nobres”. 

Uma empresa sólida e valiosa não precisava ser tão mesquinha desta forma!