22 novembro 2011

SÉRIE: ESCREVE QUEM PODE, LÊ QUEM TEM JUIZO - IV



De acordo com o resultado do Censo 2010 pelo IBGE, o Maranhão tem a maior quantidade de domicílios com moradores de baixa renda no Brasil. Era de se esperar... Eu, como maranhense,fiquei bastante triste em admitir que entra Censo e sai Censo, e não há uma margem de acerto, nem para mais e nem para menos. 

Na série de hoje, pego uma carona no texto do meu amigo maranhense, Nascimento Martins.

-------------------------------------------
TURISMO EM CASA DE MARIBONDO.

O Maranhão tem uma capacidade turística impressionante. O clima é bom o ano todo, mas falta o principal: Investimento público para torná-lo mais atrativo e deixar ainda mais exuberante sua beleza natural. Entre a fauna e a flora, estão as famílias mais abastadas do estado, que se apossam das terras e ilhas nas mais belas localidades costeiras como os “Lençóis Maranhenses” e as Cachoeiras, de Carolina. A desigualdade é vista a olho nu, quando os grandes empresários colocam suas lanchas e seus Jet skis, onde se tem a única forma de sobrevivência, a pesca.  

O Centro Histórico, que outrora se tornou Patrimônio Cultural da Humanidade, está em estado de miséria! As pessoas que residem nos casarões ficam de mãos atadas, pois não se pode fazer muito pelos imóveis , os que foram abandonados, viraram esconderijo de marginais e banheiro público.

É preciso haver uma ruptura na maneira de pensar em turismo no Maranhão pois é sempre excluído das rotas dos grandes eventos nacionais e internacionais, o maior exemplo, é a Copa do Mundo, que apesar de ter sido cogitado para concorrer, não houve vontade política para proporcionar ao povo maranhense um mínimo de bem-estar, já que são obrigados a se contentar com pouco há cinqüenta anos.  
 

Nenhum comentário: