18 agosto 2010

mulher rosa-negra




não ouse nos meus
sentimentos tocar,
tenho corpo de espinho,
sem querer, posso te machucar.

não ouse os meus
sentimentos descobrir,
tenho a alma macia,
sem querer, posso te seduzir.

não ouse nenhum
sentimento arrancar de mim,
só por que sou a rosa negra
que sem querer, nasceu em teu jardim.

Não ouse seus
sentimentos esconder,
tenho uma intuição penetrante,
em qualquer língua, leio você!

Leia: Poesia Incessante

9 comentários:

NEL disse...

A Rosa Negra
Eu conheci a ROSA NEGRA ...

E nunca a esqueci .... É a minha preferida...

Rosele disse...

Excelente!
Abraços,
Rosele

Rosele disse...

Que legal ver vc lá na minha galáxia!
Que tal sermos parceiras de banner?
Se vc topar, me avise que coloco o seu banner lá no blog, tá bom?
Abraços!!

Akhen disse...

Está lindo seu poema.
Se me permitir deixo~lhe aqui uma pequena flor:

Rosa negra
a sua cor
que não roubou ao céu
tirou da natureza o dom,
que é só seu,
tingindo num tom
de dor,
de obscura opala,
o aveludado breu
da suave corola.

Paz e Luz no seu caminho.

Akhen disse...

Um poema de sentimentos. Está lindo.
Se me permitir, deixo aqui um tributo à "mulher rosa-negra":

rosa negra
que não roubou
do dia a sua cor
ao ceu,
da natureza retirou
com o dom
que é só seu,
e tingiu-se num tom
de eterno amor,
escura opala,
o macio e aveludado breu
da suave corola

Paz e Luz no seu caminho

Dri Viaro disse...

oi, passei pra conhecer seu blog, e desejar boa tarde.
bjsss

aguardo sua visita :)

Rosele disse...

Olá!!
Já coloquei seu banner lá na minha galáxia. Quando vc puder, é só pegar meu banner lá no blog.
Beijos!! =D

moniquinha disse...

Uau! Gostei muito.

Ana Maria disse...

Lindo demais.
Parabéns!!!


Beijos da Ana