24 julho 2007

PEITO MATERNO


(À minha mãe)

Prisão forte confortável,
Meu desejo é sair de lá,
Feita com o saciável
Vão me ouvir chorar.


A luz do dia demora,
Pessoas adoram acariciar,
Ai!Não vejo a hora...
De esse dia chegar.


De um lado para o outro,
Proteger-me, vale o cansaço.
Arruma o berço com gosto,
Logo, ter-me-á em seus braços.


Sem prazo de validade,
Esse instinto é eterno.
Está na hora da verdade:
Ir para o peito materno.
[Leia + O Avivamento da Poesia]

19 julho 2007

REALIZAÇÃO
[ foto: Jacó Oliveira]

No silêncio, ouvi vozes no vento,
Repiques subiram em detalhes,
Misturou brilho no acabamento,
Almeja a entrega das chaves.
[Leia+]

15 julho 2007

FLIP 2007

Não poderia deixar de registrar minha passagem por Paraty. A 5ª Festa Literária Internacional de Paraty em 2007 ficou marcada por uma nova amizade, a da Márcia, e, por um passeio irresistível pelas ruas de pedras do Centro Histórico.

Mas,

Algo me chamou muita atenção...
O protesto no Museu de Artes Sacras: CULTURA EM GREVE.

Se foi para inglês ver... Conseguiram! Ora, se trata de um evento internacional. Faz sentido.

A final, os brasileiros sabem importar bem a cultura americana e européia.

05 julho 2007

Amiga inanimada

O outono silencioso grita:
Quero uma amizade amiga!
A brisa triste abraça a tarde.
Enquanto, a carência minha vida invade.
[LEIA+]