11 novembro 2007

Amor Cafajeste[Fonte foto]

No momento,
Sente-se uma estrela,
Cadente,
Não passa de um cafajeste,
Some tão de repente
Que, do coração se esquece.

Ele é o bem-me-quer
Embora,
Não assuma o amor
Faço dele o que bem-quiser,
Por que não resisti
Ao moreno calor

[LEIA + O Avivamento da Poesia]

Um comentário:

guilherme roesler disse...

Lena,

Como sempre um bom poema.

Abraços, Guilherme