18 novembro 2006

AMOR VIRTUAL




Você acredita nisso? É a forma mais atual de amar. Os programas sensacionalistas da TV estão aproveitando esta tendência, e promovendo encontros de casais apaixonados via fibra ótica.
Eu não tenho essa coragem! Já me apaixonei pela internet, e não precisei de nenhum canal de TV para realizar o encontro. Gosto muito deste tema, por tanto vou trazer um conto de tirar o fôlego! Nas Entrelinhas Poéticas.Estréia dia 24/11/06
A internet é um livro aberto, tudo é possível. Até mesmo encontrar um grande amor. Pode até parecer frio um romance virtual, mas a cadeira fica quente quando a hora passa e o papo não termina, toda hora é uma coisa nova para falar.
Para o leitor, fica minha recomendação: Para entender o conto é necessário ler Nas Entrelinhas Poéticas! E ainda, trago um presente. O Capítulo final vai ficar por conta dos leitores. O leitor vai decidir como vai acabar a história: ou viverão felizes para sempre, ou morrerão felizes para sempre! Make your choice!

12 comentários:

Thiago Quintella disse...

Eu creio que essas coisas não se podem dizer virtuais. São reais, pois se vê muito sentimento!

Mel disse...

Acho que é possível sim encontrar um amor pela internet, mas do jeito que as coisas estão hoje, todo cuidado é pouco!
Bjo e boa semana!

G. Pinheiro disse...

Acredito sim em amor virtual, acredito muito. A internet é um canal que permite-nos conhecer muita gente, a partir daí, por que seria impossível começar um relacionamento?

Acho nada a ver aqueles namoros que ficam apenas no virtual, mas enquanto forma de conhecer - e juntar - as pessoas, a internet funciona perfeitamente.

Beijo!

Samir Osório disse...

muito interessante ...esperarei os capitulos...ate mais...

Loba disse...

Virtual, pr amim, é apenas o meio. Os sentimentos e emoções são reais e as reações são físicas.
Acredito que toda paixão é transgressora. Por isso mesmo, gostosérrima!!! rs...
Gostei demais do seu portal, moça. Com certeza este conto promete!!!
Beijãozão

Guilherme Roesler disse...

Lena, sou meio cetico quanto ao "amor" virtual.

Ainda prefiro o amor carnal.

Mas cada um na sua...

Abraços, Guilherme

Zeca disse...

Oi, Lena!

Vim retribuir e agradecer sua visita e suas delicadas palavras, deixadas em minhas janelas. Já gostei do texto, pois acredito na possibilidade de encontrar um amor pela net, desde que não fique apenas nos teclados. Para frutificar é necessário que ambos possam encontrar-se, sentir-se, tocar-se. Já viví algo parecido. E tenho sentimentos (de amizade) mais intensos por algumas pessoas que conheço apenas pelos teclados. E são sentimentos tão reais, que hesito sempre em usar a palavra virtual. E conheço dois ou três casos de pessoas que se conheceram via internet e hoje, estão juntas, vivendo felizes sua história de amor.
Agora vou dar uma lida nos textos anteriores e ficar aguardando o conto, que promete muito.

Beijo no coração.

Raquel disse...

bom eu acho muito interessante também, eu vivo (ou ja vivi?!?)um amor por internet... é muuuuuuuito complicado hein... áis muito elevado a 10!!! hehehe
vc me avisa para eu voltar e ler o escrito, por favor vai???
bjux...

Anônimo disse...

Lena, dentro de nóis existe um verdadeiro universo, seriam necessários mts livro para descrever cada pessoa, até mesmo aquelas "menos importantes" dariam fábulas maravilhosas. Quando escrevemos tentamos passar para as pessaos um mundo que é só nosso. Contarei os minutos para ligar os botão da minha espaçonave (MEU MICRO) e viajar até o teu universo e conhecer os mundos lá existentes. Nos faça fiajar por esse mundo com os teus olhos, nos faça sentir parte dele.

Lena Casas Novas disse...

Anônimo, por favor deixe seu nome! Quero saber quem está querendo conhecer o meu universo

ALF O Extasiado disse...

Bem Lena, pode aocntecer né. Acredito sim. MAs é rpeciso mutia cautela...

Nada finais tristes. Bota feliz aí ó

beijos
;)

Michel Meneses disse...

Vamos lá, comecei a ler a historia agora e to gostando.
Vamos ver como será as proximas paginas do conto.