01 setembro 2006

BARREIRAS NO CAMINHO



Responda rápido! Quantas funções você desempenha na empresa onde trabalha?
Já sei, perdeu a conta, não mesmo? São tantas...

As organizações estão cada vez mais exigentes com seus atuais e futuros profissionais. Elas estão buscando profissionais multifuncionais. Ora, o mercado de trabalho está extremamente competitivo, e para sobreviver, você terá que trabalhar pelo menos por três profissionais. E não pense que estou exagerando. Se você não tem disposição ou está escolhendo emprego, não sei o que vai ser de você.

Já ouviu falar em acionistas? Pois é, estes são os que ditam as regras das empresas. De fato são os que querem o retorno sobre o investimento. O cliente tem sempre razão? Não quero levantar polêmica, mas só tem razão os rentáveis, os que gastam, o que geram lucro.
Aí, você me pergunta: Por que estamos a caminho do relacionamento, se aprendemos até agora que a transação é coisa do passado?

Aí, eu te repondo com outra pergunta: Você acha que este caminho é plano? não pensou nas barreiras que iríamos encontrar?
Bem-vindo ao mundo real! 

Se você pensa que está trabalhando muito, que está fazendo várias funções ao mesmo tempo e ainda com muita retidão. Não espere reconhecimento, não peça aumento e muito menos reclame pelos corredores, você faz mais que sua obrigação!
Nossa, Lena! você está sendo muito ácida. Negativo! Estou sendo realista, sabe qual é o maior patrimônio de uma empresa? Se você respondeu, funcionários ou clientes, enganou-se completamente. 

Se os funcionários são patrimônio, por que a Volkswagen do Brasil ignorou a pressão do governo federal e iniciou nesta terça a demissão de 1.800 trabalhadores da fábrica de São Bernardo do Campo (ABC paulista)? 

Se os clientes são patrimônio, por que são perturbados em pleno descanso por pessoas de telemarketing tentando vender alguma coisa? Nem vou entrar no mérito da questão, por que é assunto para próxima postagem. 

Não desista de percorrer este caminho eu sei que é árduo.

5 comentários:

Eliane disse...

Exato! Hoje, temos que trabalhar mais por um salário que nem sempre é maior... Eu sofro com isso na pele... Hj fiz um template e a menina disse (detalhe, fiz de graça, era para uma boa causa...):
_"no início achei um roubo ter que te pagar, ainda bem que entendeu minha questão"..._ disse ela.
Eu mereço isso? Só rindo e ignorando miga!
Te adoro viu?
Beijos

José Manuel Dias disse...

Olá Lena!

Abordagem interesante...mas mais do que trabalhar por 3, tem de, pelo menos, saber fazer por 3 ou, dito de outro modo, tem de ser polivalente. No futuro, a nível do topo, só haverá lugar para os melhores e os muito bons serão sempre melhores que os bons. Reforçar competências, por via da formação contínua, é, pois, uma necessidade imperiosa.
Abraço de Portugal

Alex disse...

É por isso, por estas e outras, que quando crescer prefiro ter meu próprio negócio - de literatura, se deus quiser. Obrigado pela visita. Eu volto. Beijão.

Cristiano Contreiras disse...

é, hoje o mundo é do faz-tudo!

Michael Meneses disse...

Voltarei aqui para ler o seu blog, no momentosó passei aqui par dizer que você já tá linkada ao meu.
Beijos